Em Viamão tem comida boa! [Parte 2]

Deixamos os manjericões para trás (confira a primeira parte dessa história) e pegamos a estrada mais uma vez, rumo à Porteira Verde. Seguimos a direção do David e encontramos com o Airton, que nos aguardava na entrada do terreno. Ele abriu a porteira com um sorriso no rosto e pediu pra gente parar na primeira casinha. Com uma porta e duas janelinhas na fachada, a antiga casa de ração foi transformada na fabriqueta da Porteira. Descemos e a calma se instalou mais uma vez. Entre alecrins do campo e uma vista arrebatadora do vale está a casinha onde é feita toda a produção deles.

Na cozinha, um antigo fogão a lenha trazia a nostalgia. Airton contou pra gente que quando ele comprou o terreno havia um curral e uma casa de rações, ele transformou as construções com suas próprias mãos e muita criatividade. O curral deu espaço para a sua casa e a casa de rações virou uma casinha com banheiro, um quarto e uma cozinha, lar da sua mãe numa época em que ela precisava de cuidado, atenção e muito amor de filho. Há dois anos a casinha foi transformada no local de produção, onde receitas são inventadas, testadas e aprovadas. O fogão a lenha ainda traz charme, mas as produções não são mais feitas nele. Numa cozinha equipada, as frutas se transformam em geleias conforme a estação. Quando é época de limão capeta, toda a produção excedente do vilarejo vem pra cozinha da porteira, o objetivo é transformar alimentos tão perecíveis em algo mais durável que pode ser consumido por mais tempo, além daquele em que está disponível pela natureza. Da mesma forma surgiu a geleia de goiaba vermelha, nossa mais nova paixão. Com uma cor vibrante, rosa e uma textura leve e cremosa ela tem nos enlouquecido, mas segundo eles ela não tem tanta saída, já que as pessoas estão familiarizadas com o processo de transformação da goiaba. Tivemos a nossa primeira surpresa na cozinha da porteira.

A segunda surpresa foi quando conhecemos a desidratadora que está sendo palco da mais nova produção deles, as frutas desidratadas. Quando começou, a Porteira trazia sempre consigo os pacotinhos de banana passas que deixavam as pessoas em tempo de perderem o juízo, mas essa produção infelizmente teve que ser suspensa por causa do alto preço da matéria prima, agora eles voltaram com tudo, fazendo experimentos com outras frutas. Chips de banana, abacaxis, maçãs, mangas tudo isso é colocado na desidratadora para ela fazer a transformação de alimentos riquíssimos. Tudo começou quando o Airton (nesse ponto é preciso saber que ele faz tudo, tudo, tudo, magistralmente com as próprias mãos e ajuda de algumas ferramentas), foi chamado por um vizinho para construir uma desidratadora. Ele aceitou a encomenda e fez uma pequena, com algumas bandejas, o vizinho usou ela para a desidratação das próprias bananas que iam perder no pé, depois de um tempo cansou do processo e ela foi trazida para a Porteira continuar o trabalho. Recentemente Airton decidiu construir uma desidratadora elétrica ainda maior e melhor e hoje ela funciona a todo vapor para produzir aqueles pacotinhos que você encontra na feira.

Da produção de licor a frutas desidratadas, tudo é feito num processo calculado por mentes brilhantes, hiper criativas, que não tem medo de trabalho e topam qualquer desafio. No estoque, os temperos colhidos e processados ficam aguardando a hora de serem misturados e se transformarem, por exemplo, em sal funcional, as geleias se empilham esperando a próxima feira e o licor aguarda enquanto amadurece sabor e equilíbrio. Entre risadas e sorrisos eles nos apresentam a cozinha planejada e nos contam sobre o trabalho não tão planejado assim. David era arquiteto e foi o primeiro do grupo de amigos a se mudar para aquela terra. Comprou um terreno no vale e, junto com a esposa Gena, construiu sua casa. Airton veio alguns anos depois, se apaixonou pelo lugar, e, quando começava a construir uma casa no terreno do amigo, ficou sabendo da venda das terras onde hoje é sua casa. Junto com eles veio a Cirlene, a Clarissa, e vários outros amigos que reinventaram o modo de viver a vida.

Quando saímos pela cozinha, um jardim de suculentas se abriu. Era berçário, floricultura, escultura, ateliê, a indescritível forma de produção e finalização dos vasos ornamentais. Essas belezas hoje podem ser encomendadas e não ficam mais disponível nas feiras para retirada imediata por causa da logística dispendiosa, onde muitas plantas morriam no processo de transporte até a cidade. Quando perguntamos ao Airton como ele fazia os suportes dos vasos, fomos levados até a sua oficina. Em meio a materiais resgatados de ferros velhos e ferramentas são criados objetos únicos, de valor inestimável. David também não fica de fora e com toda sua habilidade desenvolve vitrais. Nossa visita foi interrompida pelo delicioso som de “o almoço está pronto pessoal!”


Entendemos a essência desse “deixa que eu faço” ao entrar na casa do Airton. Tudo ali, puxadores, mesas, bancos, fogões, pias, box, janelas, paredes, foram construídos pelo artista. À mesa: todos os amigos reunidos, o almoço feito a várias mãos, os sorrisos de dever cumprido e as histórias de cumplicidade nos fizeram descobrir que naquele vilarejo que reuniu tanta gente boa o “deixa que eu faço” é sempre acompanhado de “deixa que eu te ajudo”. Após o almoço o dia descortinou, o sol se abriu e pudemos compreender o que aquela região guardava, além de boas histórias e comidas deliciosas. Pegamos a estrada de volta para a capital cheios de alegria no peito, contaminados por essa energia de rede que faz tudo girar.


As delícias a se encontrar na Feira Fresca no Galpão Paraíso

Domingo a Feira Fresca volta ao Galpão Paraíso para mais uma edição especial! As Frescas lá são feitas com até 40 produtores, garantindo muita variedade e opções para todos os gostos. Enquanto esperamos pela feira vamos conferir as delícias que estarão presentes por lá neste post. Antes de começar a falar das iguarias vamos às informações: a Feira Fresca será dia 15/4, domingo, de 9h às 15h, na rua Cachoeira Dourada 44, no Santa Efigênia.

Feira Fresca Galpão Paraíso

Feira Fresca é lugar de comida saudável! Saudável por ser fresca, produzida ou colhida na véspera em cozinhas, hortas e fabriquetas perto da gente, sem conservantes, corantes ou outros químicos artificiais. Especialistas em levar saúde para nosso dia a dia e nossas cozinhas teremos 6 produtores, Mistura, Cebola na Manteiga, Umami Paladares, Da Época, Vermelho Seco, e Mantiqueira Bela. São produtos que vão de granolas a geleias, passando por ketchup e mostarda orgânicos, molhos incríveis, um tomate seco imperdível, e chutneys e conservas de sabores intensos e marcantes.

Galpão Paraíso Feira Fresca

Para preparar comida boa o tempero é fundamental, e, aqui na Fresca acreditamos que comida saudável não precisa ser sem sal. Até porque existem opções das mais surpreendentes para deixar qualquer receita mais saborosa e saudável. Os especialistas em agregar sabor ao prato que estarão presentes no domingo são: MiXtura, Porteira Verde, Sabores da Ci, Simplesmente Saudável, Cocó de Coque, e Pimenta em Pedaços. Vá com disposição para degustar e escolher seu preferido dentre muita variedade de molhos de pimenta, molhos tipo pesto, chutneys, compotas, maioneses temperadas e molhos a base de chimichurri.

Fábrica de Hortas Feira Fresca

Para os amantes da farinha teremos produtos saudáveis que não pecam em nada no paladar. São pães, bolos, biscoitos e muito mais, preparados com ingredientes escolhidos pensando na saúde de quem come. Nossas estrelas no domingo nesta linha serão: Bocados, Carlota Bolos Caseiros, Café com Petit Four, e Surpresa Pães Artesanais. Experimentar toda a variedade oferecida por elas toma um tempo, mas, garantimos que vale cada bocada!

Feira Fresca no Galpão Paraíso

Com produtos especializados, alimentos funcionais e ingredientes garimpados de pequenos produtores locais gostaríamos de destacar alguns produtores. As iniciativas Madri Massas, Empório Vovó Alba, Terra Vegan e Letícia Quiches chegam com alimentos criativos que valem muito a pena conferir. Vá preparada para encontrar massas sem ovos, paçoca vegana, quiches maravilhos, linguiças artesanais e muito mais.

Surpresa Pães Artesanais na Feira Fresca

E, numa feira no estado do queijo, ele também é protagonista! Em diversos formatos, origens e sabores para agradar qualquer paladar. Salgados e doces, frescos e curados, e também como doce e iogurte. Tudo isto graças ao Capril Santa Cecília, ao Santo Queijo, e à Queijaria Campos de Minas, produtores queridos que trazem para nossa capital muita tradição e cultura do interior através de suas receitas familiares e sabores únicos.

Capril Feira Fresca Galpão Paraíso

Nem só por sólidos transmitimos sabor, saúde, tradição e sustentabilidade. Atitudes que transmitem uma alimentação funcional, que apoiam uma cadeia de consumo justa, que seguem receitas de família que atravessam gerações. Nossos especialistas em bebidas neste domingo serão: Café Abraço, Règis Armmont, Khappy Kombucha, e Cervejaria Charada. Aproveite eles para matar a sede entre uma compra e outra e levar para casa os sabores preferidos para que eles te acompanhem e reenergizem no seu dia a dia.

Fábrica de Hortas Feira Fresca

Por último, nosso time mais fresco, literalmente! Gente que trabalha com terra, que faz colheita e que abomina o uso de agrotóxicos. Produtos orgânicos e ecológicos que aumentam o sabor de qualquer prato, sem contar nos incontáveis benefícios para a saúde. As estrelas são o Projeto Vista Alegre, o Cogumelos do Caminhante, a Fábrica de Hortas e o Palmito Dom Silvério. Prepare-se para fazer o sacolão da semana com ingredientes saudáveis e frescos.

Com tanta variedade a Feira Fresca deste domingo promete! Esperamos você, neste domingo dia 15/4, de 9h às 15h, na rua Cachoeira Dourada 44, no Santa Efigênia. A entrada é gratuita e os pets são bem-vindos. Venha ser saudável com a gente 🙂

Uma semana Fresca e até logo!

Sombra e Água Fresca

Comida Fresca em Abril

Você já reparou que a cada edição homenageamos uma fruta, verdura ou legume da estação? Aquilo que tá na época vem ser capa do nosso evento para deixar você morrendo de vontade de comer algo cheio de vitamina, com menos agrotóxicos, super saboroso e ainda com o preço mais em conta! Muita gente, acha que morango dá o ano inteiro; que banana se acha em qualquer esquina; ou até mesmo quer comer taioba quando dá na telha. Nós da Feira Fresca incentivamos que o consumo seja feito no tempo da natureza, com a colheita na época certa. São tantos os benefícios! Por isso, preparamos esse post para você ficar por dentro do que está na estação nesse mês de abril.

Confira a lista de hortifruti sazonal de abril: frutas, legumes e verduras que estão na época:

Verduras e legumes:

  • Abóbora japonesa
  • Abóbora paulista
  • Abóbora seca
  • Abobrinha brasileira
  • Acelga
  • Alecrim
  • Alface lisa, crespa, americana
  • Batata
  • Batata doce amarela
  • Berinjela japonesa
  • Cará
  • Cenoura
  • Chicória
  • Chuchu
  • Coco seco
  • Couve flor
  • Endro (dill)
  • Escarola
  • Gengibre
  • Jiló redondo
  • Louro
  • Mandioca
  • Nabo
  • Pepino caipira
  • Pepino comum
  • Pepino japonês
  • Pimenta Cambuci
  • Pimenta vermelha
  • Pimentão vermelho, verde, amarelo
  • Pinhão
  • Repolho verde e roxo
  • Rúcula
  • Salsa
  • Tomate

Frutas:

  • Abacate geada
  • Abacaxi pérola
  • Banana maçã
  • Caju
  • Carambola
  • Figo
  • Goiaba
  • Laranja pera
  • Lichia
  • Limão Tahiti
  • Maçã Gala
  • Maçã Golden
  • Mamão Formosa
  • Manga Haden
  • Manga Palmer
  • Manga Tommy Atkins
  • Maracujá azedo
  • Maracujá doce
  • Melancia
  • Pera
  • Pinha/ Fruta do Conde
  • Pitaia
  • Seriguela
  • Uva Brasil
  • Uva rubi

Invista em orgânicos sempre que puder. São melhores para você, seus amados, o meio ambiente e o produtor. Se comprar hortifrutis comuns, lave-os muito bem, e deixe-os de molho por 5-10 minutos em água com algumas gotas de esterilizador ou água sanitária. É muito importante para retirar resíduos químicos, ao menos uma parte grande. O cozimento também ajuda a neutralizar possíveis substâncias tóxicas.”

Fonte: Orgulho Xepa

O dobro da Feira Fresca no Santa Efigênia

Quem nos acompanha provavelmente se lembra daquela Feira Fresca que fizemos no Galpão Paraíso em janeiro. Então, este final de semana estaremos lá de novo com uma super feira, com duas vezes o número de produtores que você encontra normalmente em uma feira nossa! Nossa Fresca por lá é neste domingo, dia 25/3 , de 9h às 15h, na rua Cachoeira Dourada 44, no bairro Santa Efigênia. O espaço é pet friendly e a entrada é gratuita! Confira abaixo o que você vai encontrar:

Feira Fresca no Galpão Paraíso

Serão 40 pequenos produtores locais de alimentos! Muita variedade, para todos os gostos e dietas – veganas ou carnívoras, restritivas  ou não -, de ingredientes a alimentos prontos, passando por congelados para levar para casa. Comida saudável e funcional, sem corantes ou conservantes artificiais. Comida fresca, preparada ou colhida na véspera, tudo feito com muito esmero pensando na saúde de quem come.

Entrada da Feira Fresca no Galpão Paraíso

Para garantir energia durante todo o evento, afinal precisaremos de tempo e fôlego para visitar todos 40 produtores, contaremos com o Ateliê de Massas Artesanais Don Vincenzo na cozinha, trabalhando com massas, legumes, verduras para criar massas fresquíssimas aproveitando o melhor de cada ingrediente para comer ali na hora, as opções, é claro, contemplam os veganos. Para matar a sede teremos a La Grand’ Cervejaria com chopes gelado e cervejas artesanais para levar para casa. Também estará presente, novidade na Feira Fresca, a Khappy Kombucha, com kombucha para consumo na hora e – olha que legal! – possibilidade de você levar seu growler para encher de kombucha (ou chope..). E o cafezinho ficará por conta do, sempre querido, Café Abraço.

Produtores Feira Fresca Galpão Paraíso

No meio de toda essa diversidade estará lá, para embalar nossa Fresca, o colecionador de vinis Cleber Falieri, que, além de garantir som de alta qualidade pra gente, estará negociando sua coleção. E, depois do sucesso na última edição, o pessoal da massagem marca presença novamente, oferecendo seções rápidas e relaxantes para quem teve uma semana cansativa ou quer uma energia extra para a semana seguinte.

Fábrica de Hortas na Feira Fresca no Galpão Paraíso

Venha curtir o domingo conosco neste lugar incrível que mistura arte com gastronomia em nossa Feira Fresca! Lembre-se de convidar as amigas, amigos, pequenas e pequenos para conhecerem e relembrarem sabores e aromas junto a nossos empreendedores locais. Empresários de micro e pequenas empresas que tentam, através de um incrível dom na cozinha ou na terra, melhorar nossa cidade, incentivando o consumo sustentável e local com seus pequenos empreendimentos gastronômicos.

Tudo isto acontece, relembrando, neste domingo, dia 25/3, de 9h às 15h, na rua Cachoeira Dourada 44, Santa Efigênia. A entrada é gratuita e o espaço é pet friendly.

Um resto de semana Fresca e até domingo!

Criança na Feira Fresca no Santa Efigênia

 

Sábado tem Feira Fresca na Vila!

Feira Fresca na Vila 211

Está chegando o terceiro sábado do mês, dia da nossa deliciosa Feira Fresca na Vila 211. Para esta edição teremos 24 produtores locais trazendo de ingredientes a alimentos prontos para o consumo, sólidos, pastosos e líquidos, quentes e frios, numa incrível variedade de sabores, aromas e benefícios para a saúde de quem come! A Vila 211 fica na rua Professor Estevão Pinto 211, na Serra, a Feira Fresca por lá acontece de 9h às 15h, o espaço é pet friendly e a entrada é gratuita!

Hortifruti Feira Fresca Vila211

Na Feira Fresca da Vila 211 contamos com duas atrações super especiais! A primeira é nossa cozinheira, já conhecida da casa, Ju Duarte, que nos recebe com uma deliciosa chiba frita e café coado para o café da manhã, além de dois incríveis petiscos, Sabores da França (patê de champagne + tomatinhos assados + cebola confit + pão) e Sabores da horta (tomatinhos assados + cebola confit + massacre de azeitonas). Com ela você também encontrará, para matar a sede, vinhos branco e tinto e suco de uva branco.

Falando em matar a sede, contaremos com a incrível La Grand’ Cervejeria levando duas opções de cerveja, uma American Blond Ale e uma Vienna Lager, para os que acreditam que tudo fica melhor com uma cerveja artesanal. Também teremos as queridas da Inspire Kombucha, que produz uma bebida naturalmente gaseificada e rica em probióticos. Também estarão presentes Règis Armmont, com seus licores e cachaças surgida de uma herança de família em forma de receita; e o Café Abraço, que é uma mistura deliciosa de café com história que vale a pena conferir.

Quanto Mais Fresca Melhor

Chegando na hora do almoço começará nossa segunda atração especial! O músico Philip Morais retorna para uma apresentação acústica. Toda Feira Fresca na Vila 211 contará com esta nova sonora parceria, que, além de Philip, contará com um convidado diferente a cada edição. E, para saborear enquanto aprecia a música, as opções de almoço da nossa chefe são Boeuf Bourguignon (carne cozida no vinho, bacon, cogumelos, cenouras, cebolas carameladas e batatinhas) e Bourguignon de legumes (cogumelos, cenouras e cebolas baby cozidos no vinho, acompanhados de batatinhas).

Feira Fresca na Vila 211 - Vovó e Crianças

Convidamos você e sua família a curtir esse sábado conosco, com nossos produtores, sabores e aromas, em uma experiência cultural e gastronômica. Traga as crianças e os animais de estimação!

Esperamos você, de 9h às 15h, na rua Professor Estevão Pinto 211, na Serra. O local é coberto, então estaremos protegidos caso chova, e a entrada é gratuita!

Um feliz resto de semana e até sábado!

Feira Fresca Vila 211 Pet Friendly

Em Viamão tem comida boa! [Parte 1]

Estávamos com tudo pronto para pegar a estrada de Rio Manso para visitar dois produtores da nossa rede quando começou uma chuva leve, mas persistente. Como tínhamos recebido o seguinte aviso: “se tiver chovendo, a gente marca para outro dia porque lá no sítio ninguém consegue chegar ou sair quando o barro toma conta”, ligamos para confirmar se era viável nossa ida. “É sim, como a chuva só veio agora a estrada ainda tá seca, pode vir!”, assim saímos com a garantia de quem conhece a terra de que o tempo não iria nos atrapalhar.

Combinamos de encontrar com o Davi num determinado ponto do caminho, para que terminássemos de chegar sem nos perder entre as muitas bifurcações da estrada. Chegamos no ponto de encontro, e ele, sempre muito solícito nos disse: “vou parar em dois pontos do caminho, um é a entrada do Novo Mundo de Yacarantã (que ficou para outro post) e o outro é o mata-burro, atenção ao atravessar”. Fomos seguindo o seu carro por uma estrada íngreme, que em muitos pontos pede habilidade de quem dirige. Aos pouquinhos fomos chegando em uma pequena concentração de casinhas, era o início do povoado chamado Viamão.

É entre montanhas, árvores, e algumas casinhas que é feita a produção da Sabores da Ci e da Porteira Verde. O cenário é perfeito e a nossa primeira parada é no sítio da Cirlene, onde os pestos dos mais variados são pensados. Nem mal descemos do carro já começamos a sentir um cheiro forte de manjericão, os canteiros que rodeiam a casa estão repletos de pés grandes e verdinhos.

Fomos recebidos pela Ci, que como uma boa mineira, nos chamou pra sala e nos ofereceu um café delicioso. Para acompanhar? Um queijo fresco de um vizinho que mandou pra gente experimentar. Ela pergunta se fizemos boa viagem, e conta como é difícil sair depois de longas chuvas, que impossibilitam o trânsito na estrada. Diz que para chegar nas feiras com segurança prefere sair com duas horas de antecedência para evitar os atrasos. Sua rotina dos finais de semana consiste em acordar, tomar um café, guardar os produtos na geladeira portátil e enfrentar a estrada.

Para quem não sabe, a Sabores da Ci e a Porteira Verde participam das edições da Feira Fresca desde a primeira! Antes os molhos da Sabores da Ci compunham o leque da produtos da Porteira. Ela me conta que a decisão de caminhar lado a lado, porém com marcas separadas, foi para facilitar sua produção e dar uma identidade maior para os produtos que fabricava.

A chuva diminuiu e fomos para o quintal conhecer sua horta. Os pés de manjericão enfeitam todo o local, cheirosos e robustos, são eles que dão a base para o pesto tradicional, que ainda é campeão de vendas. Vários testes foram realizados com espécies variadas oferecidas pela Fábrica de Hortas: manjericão limão, baunilha, basilicão, e muitos outros, mas foi o manjericão comum que ganhou a disputa de sabores! 

Cercados por bambus e coberto por um sombrite, descobrimos que a região é repleta de jacus e que se a horta não tiver bem protegida eles fazem a festa, estão os canteiros com espécies que integram a receita de seus muitos sabores de pestos: hortelã, salsinha, cebolinha, rúcula, agrião, couve, ora-pro-nóbis e é claro, as taiobas! As taiobas são um cenário a parte, grandes e verdinhas elas chamam a atenção, são também ingredientes da receita de um dos pestos veganos que mais amamos, o de taioba. Com um sabor suave, mas característico, esse pesto conquistou os corações dos mineiros que sofrem quando elas saem de cena no inverno.

Quando saímos da horta, perguntei para a Ci o que fez ela começar a produzir. Ela me contou que em um determinado momento da vida ela percebeu que tinha tudo. Era uma grande profissional, tinha a casa dos sonhos, o carro que queria, uma aparência impecável de quem ia no salão toda semana e à academia todos os dias, mesmo com tudo isso tinha um buraco gigante que ela não conseguia preencher. Uma falta de não querer mais nada, de ter conseguido tudo, de querer respirar mais fundo às vezes. Foi ai que ela decidiu que largaria tudo e iria para o interior. Comprou o terreno em Viamão, perto dos seus amigos que já tinham ido morar lá, e se mudou de vez meses depois. Ela quis plantar, colher, cozinhar. Acordar todos os dias com uma vista para uma cadeia de morros fazia ela mais completa e assim ela começou, primeiro em parceria com a Porteira Verde, produzindo no terreno do Airton,  e depois explorando o próprio terreno, na cozinha do seu sítio.

A Ci gosta de cozinhar sem música, ao som dos passarinhos. Suas receitas, levam sempre alguma hortaliça de sua horta complementada por azeites selecionados, queijos de procedência confiável maturados de acordo com o gosto da pesteira e castanhas de qualidade. Nenhum corante ou conservante é usado que não os naturais, como sal e azeite. Ela conta que algumas receitas são mais desafiadoras e exigiram muita pesquisa para chegarem na textura e gosto desejado, o pesto de ora-pro-nóbis, por exemplo, exige quantidades precisas dos ingredientes para que funcione perfeitamente.

Terminamos nossa visita com uma foto de família que mostra a linha completa do que ela prepara nesse oásis e saímos com um maço de taioba, além de plantas medicinais que segundo ela, eram boas pra garganta, o que nós certamente precisaríamos depois dessa chuvinha. Saímos abraçados por essas montanhas cheias de história rumo à Porteira Verde para desvendar um pouco mais os segredos dessa terra que atraiu tanta gente.

Semana que vem encontre aqui o final de nossa deliciosa viagem!

Comida Fresca em Março!

Você já reparou que a cada edição homenageamos uma fruta, verdura ou legume da estação? Aquilo que tá na época vem ser capa do nosso evento para deixar você morrendo de vontade de comer algo cheio de vitamina, com menos agrotóxicos, super saboroso e ainda com o preço mais em conta! Muita gente, acha que morango dá o ano inteiro; que banana se acha em qualquer esquina; ou até mesmo quer comer taioba quando dá na telha. Nós da Feira Fresca incentivamos que o consumo seja feito no tempo da natureza, com a colheita na época certa. São tantos os benefícios! Por isso, preparamos esse post para você ficar por dentro do que está na estação nesse mês de março.

Confira a lista de hortifruti sazonal de março: frutas, legumes e verduras que estão na época:

Verduras e legumes:

  • Abóbora d’água
  • Abóbora japonesa/ cabotiá
  • Abóbora seca
  • Abobrinha brasileira
  • Acelga
  • Alecrim
  • Alface em geral
  • Almeirão
  • Amendoim
  • Batata
  • Batata doce amarela
  • Berinjela
  • Berinjela japonesa
  • Beterraba
  • Catalonha
  • Cebola
  • Cenoura
  • Chicória
  • Chuchu
  • Escarola
  • Espinafre
  • Gengibre
  • Jiló redondo
  • Louro
  • Moranga
  • Mostarda
  • Nabo
  • Orégano
  • Pepino caipira
  • Pepino comum
  • Pepino japonês
  • Pimenta Cambuci
  • Pimenta vermelha
  • Pimentão vermelho e amarelo
  • Quiabo
  • Repolho verde
  • Rúcula
  • Salsa
  • Sálvia

Frutas:

  • Abacate Fortuna/Quintal
  • Banana maçã, prata e nanica
  • Banana-da terra
  • Caqui
  • Carambola
  • Coco seco
  • Figo
  • Fruta-do-conde
  • Goiaba
  • Jaca
  • Kiwi
  • Laranja pera
  • Limão Tahiti
  • Maçã Gala
  • Maçã Golden
  • Mamão Formosa
  • Manga Palmer
  • Tamarindo
  • Tangerina cravo
  • Uva Brasil
  • Uva rubi

Invista em orgânicos sempre que puder. São melhores para você, seus amados, o meio ambiente e o produtor. Se comprar hortifrutis comuns, lave-os muito bem, e deixe-os de molho por 5-10 minutos em água com algumas gotas de esterilizador ou água sanitária. É muito importante para retirar resíduos químicos, ao menos uma parte grande. O cozimento também ajuda a neutralizar possíveis substâncias tóxicas.”

Fonte: Orgulho Xepa

Mais um domingo delicioso com Feira Fresca no Incontrês

Feira Fresca no Incontrês

Este domingo temos mais uma vez aquela edição tradicional da Feira Fresca na avenida Carandaí. O Incontrês abre as portas para nossos produtores locais em uma Fresca completa, com toda a variedade de delícias saudáveis e artesanais que você já conhece. Dessa vez serão 25 produtores locais, com novidades incríveis que valem a pena conferir! A Feira acontece neste domingo, dia 4/3, de 9h às 15h, na avenida Carandaí 420, no Funcionários, a entrada é gratuita e o espaço é pet friendly!

Feira Fresca Incontrês - Interior

Chegue cedo, assim poderá escolher seu hortifruti antes, encontrará o pão quentinho e, quem sabe, aproveita para tomar o café da manhã por lá mesmo, depois das primeiras compras e enquanto decide o que vai levar de saudável para alguém especial.

Caso chegue mais tarde não se preocupe, aproveite a variedade de cervejas, chopes e sucos que a casa oferece enquanto visita nossos produtores e aprende o que torna único cada alimento oferecido. Se bater a fome mais tarde confira o cardápio do dia com petiscos e almoço, claro que com opções veganas também!

Fábrica de Hortas e Verde Vivo Mel na Feira Fresca no Incontrês

Um estreante na Feira Fresca no Incontrês é a Comunidade da Castanha, oferecendo castanhas variadas e de procedência selecionada. Aproveite para conhecer esses alimentos completos e versáteis que trazem diversos benefícios para a saúde. Nós já provamos e aprovamos, não deixe de experimentar a amêndoa defumada!

Produtos Comunidade da Castanha

Relembrando, a Feira Fresca no Incontrês acontece neste domingo, dia 4/3, de 9h às 15h, no Incontrês, que fica na avenida Carandaí 420, bairro Funcionários, pertinho do Colégio Arnaldo. O evento é um passeio delicioso para se fazer com alguém especial, as crianças adoram trocar experiências com nossos produtores, o espaço é pet friendly e a entrada é gratuita!

Um resto de semana fresca para você e até domingo!

Sábado tem Feira Fresca na Zona Nordeste de Beagá

Feira Fresca no Espaço Odara

Esse sábado a Feira Fresca volta para o bairro União em uma edição super especial no Espaço Odara! Nosso time de 20 produtores locais de alimentos está trabalhando arduamente para levar para você alimentos e ingredientes hiper frescos e saudáveis, sem esquecer do sabor. Quem comparecer encontrará uma variedade incrível de produtos, do queijo ao hortifruti, passando por mel, cachaça, temperos e muito mais! Tudo isto no dia 24/2, sábado, de 9h às 15h, no Odara, que fica na rua Arthur de Sá 380, União, a um quarteirão da av. Cristiano Machado. A entrada é gratuita!

Feira Fresca interior Odara

Quem nos acompanha sabe como adoramos um ambiente acolhedor, e nisso o Odara não deixa nada a desejar. O espaço é lindo e por lá acontecem atividades variadas: yoga, meditação, capoeira, circo, dança e Feira Fresca! Durante a Feira o bar deles funciona, com salgados e bebidas além de um delicioso som de vinil, garantindo aquele intervalo gostoso para papear entre uma compra e outra. Também estará presente lá o Douglas, oferecendo massagens relaxantes na hora para quem teve uma semana mais pesada e precisa de uma energia extra.

Mesa Feira Fresca Odara
Clientes entre compras na Feira Fresca no Odara

Ao consumir de produtores locais você:  incentiva a economia da sua região; combate o desperdício provocado por perdas no transporte; e ainda contribui para a redução do efeito estufa, já que emite-se menos gás carbônico no transporte dos produtos.

Outra novidade desta edição será a estréia da Semear Alimentos Orgânicos, trazendo uma variedade completa de hortifruti sem agrotóxicos e produzidos pertinho de BH. Fora da Feira Fresca você também pode comprar seus produtos pelo site, seja na modalidade de cestas semanais ou em compras avulsas, tudo entregue fresquinho na sua casa! E não só a Semear faz entregas, a maioria de nossos produtores fazem entregas semanalmente pela cidade e todos aceitam encomendas, lembre-se de pegar os contatos e seguir as redes sociais dos seus preferidos!

Fábrica de Hortas na Feira Fresca no Odara

Não podemos deixar de falar do nosso jardineiro preferido, o George com sua Fábrica de Hortas, oferecendo mudas variadas – a 5 reais a dúzia, podendo combinar mudas diferentes. – e todos os insumos (terra adubada, vasos, etc.) para você começar a colher seu alecrim, manjericão, cebolinha, hortelã e muito mais em casa (ou apartamento)! E, para quem quer ir além, ele também oferece composteiras orgânicas, que permite a você reciclar seu lixo orgânico e produzir o próprio adubo. Ahh, e claro, aproveite a visita à Feira para tirar com ele suas dúvidas sobre jardinagem e também pegar dicas de cultivo!

Queijaria Boa Esperança na Feira Fresca no Odara
Queijaria Boa Esperança na Feira Fresca no Odara

Estaremos te esperando na manhã e início de tarde deste sábado para uma Feira Fresca completa, com alimentos frescos e saudáveis, ambiente super agradável e gente alegre que tem vontade de mudar o mundo. Venha nos visitar, traga as crianças e os cachorros que garantimos um passeio agradável e cultural (sim, gastronomia é cultura)! Relembrando, a Feira Fresca no Odara é neste sábado, dia 24/2, de 9h às 15h, na rua Arthur de Sá 380, bairro União, a um quarteirão da avenida Cristiano Machado e pertinho do Minas Shopping. A entrada é gratuita.

Um restinho de semana fresco e até logo!

Sombra e Água Fresca

A Horta da Cidade, um projeto que merece ser replicado

Em plena capital mineira, entre casas e prédios do Santa Lúcia, um projeto embrionário começa a dar os seus primeiros passos. Idealizado por George, nosso jardineiro querido, conhecido por suas mudinhas sempre presentes na Feira Fresca, o espaço começa a tomar forma do sonho: fornecer hortifruti fresco, livre de agrotóxico, direto da terra e dentro da cidade. A Horta da Cidade fica num terreno com muito sol no alto da nossa Beagá. Subindo as ladeiras do bairro, na Rua Lua, 340, encontramos a entrada: uma portinha sempre aberta para quem quiser chegar.

Fomos recebidos pelo próprio George que, munido de botinas e chapéu de palha, nos apresentou o lugar.  Logo na entrada, do lado direito, sob a sombra de um sombrite sustentado por estacas de madeira decoradas com lindos chifres de veado está a loja da Fábrica de Hortas. Eles nos mostrou a grande diversidade de plantas, algumas inclusive pouco comuns, e bateu um papo com a gente sobre como tudo começou.

A Fábrica de Hortas surgiu em fevereiro de 2016 produzindo mudas no quintal de casa e oferecendo serviço de jardinagem. O desejo era democratizar as hortas urbanas e difundir o cultivo da própria alimentação, com o objetivo de trazer, além segurança alimentar, qualidade de vida e bem-estar, fazendo as pessoas estabelecerem uma conexão direta  com a natureza. Na época, George trabalhava como jardineiro e notou que muitos clientes tinham desejo de ter a própria horta, mas não tinham conhecimento e faltavam insumos.

O negócio cresceu, hoje as mudinhas são produzidas por sua família há 4 km de bh, em Esmeraldas, e trazidas por ele para serem escoadas em Belo Horizonte. No sítio eles trabalham as mudas de ervas aromáticas e medicinais, hortaliças, PANC’s, e de frutas (inclusive vimos lindas mudas de pitaya). Fazem o plantio dessas mais de 80 espécies em pequenas células até estarem fortes os suficiente para a comercialização. O cuidado aqui é muito grande para que as mudas consigam se desenvolver plenamente sem grandes perdas após sairem do berçário. Além das pequenas a Fábrica de Hortas também fornece vasos e terra adubada para quem quiser começar sua própria hortinha em casa.

O espaço também abriga o mais novo projeto, a Horta da Cidade. Andamos entre curvas de plantio, aprendemos sobre espécies e descobrimos as peculiaridades de produzir hortifruti num espaço restrito sem o uso de agrotóxicos, que George faz questão de enfatizar “estamos trabalhando dia e noite aliados com a natureza para conseguir o certificado de produção orgânica tanto para as mudas quanto para a horta”. Durante a manhã que passamos no terreno conseguimos perceber a aprovação da comunidade do entorno que se beneficiou com hortaliças fresquinhas, saborosas, cultivadas de forma natural para uma alimentação saudável. A conexão é feita imediatamente, e mesmo sem o certificado de produção orgânica a garantia vem. Com as portas abertas de segunda a sexta de 9 às 17 horas e  aos sábados de 9 às 12 horas, o cliente vira o próprio fiscal e confirma que nada mais além de água e muito amor é colocado no cultivo.

Hoje a horta cresce exponencialmente com cada vez mais novas espécies integrando o ecosistema. Atualmente, encontra-se por lá 4 tipos de alfaces, mostarda, rúcula, couve, agrião, cebolinha, salsinha, almeirão, ora pro nobis, taioba, tomilho, coentro, espinafre, rabanete, nirá, e manjericão basilico e roxo.  Quem entra pode escolher o que quer levar pra casa com um simples apontar de dedos. Colhidos na hora, o alimento retem mais vitaminas, minerais e um sabor inconfundível de coisa fresca! Além de poder escolher in loco as hortaliças o George vai levar muito dessa produção paras as feiras, então fique de olho na agenda delas!

Além de hortifruti colhidos diretamente da terra para o consumidor, o projeto também faz a coleta de resíduos orgânico nos bairros Santa Lúcia, Belvedere, São Bento e Vila da Serra.  Assinando o plano de coleta, recebe-se  dois baldinhos que são recolhidos toda segunda e quinta-feira pela Horta, neles devem ser separados os restos de alimentos indicados no rótulo, em retorno o assinante recebe mensalmente 10 itens disponíveis a sua escolha. A taxa é pequena, o retorno é imenso e o meio ambiente ainda agradece!

Foi ai que entendemos que os projetos são separados, inclusive com diferentes CNPJ’s, mas são inseparáveis, o mais velho depende do mais novo e vice versa para funcionarem a todo vapor. “É um ciclo: uso as mudas que sobraram das feiras para fazer o plantio da horta. Com a coleta de lixo orgânico, fazemos a compostagem que usamos tanto na horta quanto vendemos a terra adubada na Fábrica de Hortas.” O espaço também realiza oficinas e o pessoal além de aprender bota a mão na terra e contribui para a construção da horta.

O projeto é incrível e verdadeiramente animador, saímos de lá realizados sabendo que existe gente como o George que sonha com uma alimentação de qualidade, fresca e muito acessível. Foi uma delícia passarmos a manhã tomando sol, ouvindo passarinho, apreciando o verde e sentindo o cheirinho da terra molhada. Na nossa sacola muitas folhas para o resto da semana e o aprendizado que só uma experiência como essa pode gerar.  A coleta? Ainda não conseguimos assinar por causa da nossa região, mas o George disse para ficarmos de olho em terrenos possíveis perto da gente, que o desejo dele é replicar o modelo e encher toda a cidade de verde!

 

Vá conhecer você também!
A Horta da CidadeFábrica de Hortas
Rua Lua 340, Santa Lúcia
Funcionamento: segunda a sexta de 9h às 17h, sábado de 9h às 12h