Peixinho da Horta

Existem peixes de mar, existem peixes de rio, e sim, também existem os peixinhos da horta, uma PANC (planta alimentícia não convencional) que tem se tornado cada vez mais conhecida graças ao cultivo e distribuição feito por pequenos produtores. Confira nossas dicas e receitas e se jogue nas maravilhas do peixinho da horta!

Os benefícios são muitos

As folhas gorduchinhas são ricas em óleos vegetais e minerais, especialmente potássio, cálcio e ferro. O peixinho da horta também pode contribuir para melhorar a quantidade de fibras no prato, substância imprescindível para a saúde do intestino. Portanto, mesmo quem não faz questão de comer um alimento que remeta sutilmente ao gosto de peixe, deveria investir nessa PANC.


Cultive em casa

Aqui na Feira Fresca você encontra mudas da Fábrica de Hortas pra plantar em qualquer cantinho com terra ou num vaso em casa. O cultivo é simples, esta é uma planta rústica, resistente a insetos e doenças, que gosta de solo fértil, sol pleno e climas amenos, ficando murcha quando o dia está muito quente mas, se recuperando com o frescor da noite.


Tempurá de peixinho da horta

Ingredientes
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de amido de milho
1/4 de colher (chá) de fermento em pó
1 colher (sopa) de azeite
3/4 de xícara (chá) de água
1 buquê de folhas de peixinho da horta lavadas e bem secas
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Óleo para fritar

Modo de preparo
Em um recipiente junte a farinha, o amido, o azeite e a água e misture até obter uma massa homogênea.
Tempere com uma pitada sal e pimenta a gosto.
Passe as folhas nessa mistura e frite no óleo bem quente até que fiquem douradas.
Coloque sobre um papel-toalha para absorver o excesso de óleo e sirva em seguida com o molho de sua preferência.
Fica a dica!

Sugerimos para os molhos bater abacate com mostarda, suco de limão e azeite, fica incrível! Uma ótima opção também é misturar shoyu, saquê, suco de limão, gengibre e pimenta picados bem fininhos e fazer um molho leve, perfeito para equilibrar a untuosidade do tempurá.


Fácil de fazer

Empanado, frito e servido como petisco. Essa é a maneira mais comum do peixinho da horta ser consumido, mas dá para você usar a criatividade e fugir da fritura: experimente assar! No forno a folha não apresenta textura e sabor tão próximos ao do peixe, mas resulta num preparo crocante e bem gostoso, com as propriedades nutricionais preservadas.